Como funciona a Fitoterapia?

Como funciona a Fitoterapia? Como utilizar a Fitoterapia e Plantas Medicinais com segurança?

Como funciona a Fitoterapia?

A Fitoterapia faz parte do sistema das chamadas Medicinas Alternativas e é o tratamento médico mais antigo já conhecido.

Além da tradição milenar, o uso de Plantas Medicinais para o tratamento de doenças e sintomas foi registrado em quase todas as culturas em todos os continentes.

Mas como funciona a Fitoterapia e por que ainda é tão popular?

Sabemos que, se os ingredientes que colocamos em nosso corpo forem puros, naturais, coloridos e vivos, estamos tratando nosso corpo de maneira mais natural e menos tóxica.

Isso ocorre porque os componentes do nosso organismo são produzidos naturalmente e se originam da própria natureza.

A Fitoterapia está crescendo novamente nos tempos modernos devido ao fato de ser natural e uma boa alternativa para quem quer fazer um tratamento que trate a doença pela raiz, e que não vise apenas a redução dos sintomas.

O outro grande bônus do uso de Fitoterapia é que ela proporciona ao corpo a oportunidade de se curar, desencadeando uma melhora geral no bem-estar do paciente. Isso é algo que a medicina moderna e a indústria farmacêutica ainda não conseguiram alcançar com sucesso.

A Fitoquímica das Plantas Medicinais

As Plantas Medicinais contêm compostos terapêuticos chamados Fitoquímicos. Todos sabemos sobre substâncias como cafeína, nicotina, cocaína e ópio. Estes são exemplos de Fitoquímicos.

Existem milhares de Fitoquímicos diferentes que são aplicados na Fitoterapia e cada planta tem suas próprias particularidades.

Esses compostos variam de fibras, gel e proteínas simples a neurotransmissores complexos, moduladores imunológicos específicos de células e mediadores hormonais. Isso significa que as Plantas Medicinais podem, essencialmente, ser utilizadas para tratar diversos tipos de doenças e sintomas de forma segura e 100% natural.

Por que a Fitoterapia funciona?

O que torna o uso das Plantas Medicinais superior em muitos casos é que as plantas contém uma mistura exata de vários compostos e não apenas um produto químico isolado, como é o caso dos produtos farmacêuticos convencionais.

Isso significa que o impacto causado pelas Plantas Medicinais no organismo humano é mais equilibrado e que os efeitos colaterais são reduzidos, permitindo que o corpo se cure e se recupere naturalmente.

Quando um medicamento fitoterápico é usado, o efeito é muito mais suave, equilibrado e curativo. Geralmente, o órgão ou sistema que está sendo tratado é incentivado a produzir células de defesa passando, então, a funcionar corretamente.

Como funciona a Fitoterapia para a prevenção de doenças?

A Fitoterapia muitas vezes é utilizada também como medicina preventiva, antes que seu corpo adoeça, podendo ser utilizada a longo prazo para fortalecer e tonificar os órgãos, tecidos e glândulas. Exemplos dessa abordagem é o uso de plantas tonificantes, como Ginseng e Ginkgo, para a saúde do cérebro, memória e para a saúde digestiva.

A Fitoterapia é geralmente prescrita em três etapas:

1. Tratar sintomas específicos para proporcionar alívio rápido. Neste caso, doses altas podem ser usadas por alguns dias;

2. Tratar a causa subjacente ou desequilíbrio. Tratamento com doses moderadas durante várias semanas;

3. Tratar a pessoa como um todo para a manutenção da saúde e do bem-estar. Neste caso, são prescritas doses de manutenção ao longo da vida, de acordo com as necessidades individuais de cada paciente.

Depois de encontrar o tratamento adequado para você e suas necessidades, você pode continuar a tomá-las por toda a vida, seguindo sempre a recomendação do seu Fitoterapeuta, para reequilibrar ou limpar o seu organismo. 

Como utilizar a Fitoterapia com segurança?

Algumas Plantas Medicinais podem fazer você se sentir melhor e ajudar a mantê-lo saudável. Mas você precisa ser um consumidor inteligente. Preste atenção nos seguintes pontos antes de usar os Fitoterápicos:

  • Observe atentamente a descrição do medicamento fitoterápico. Como o produto é descrito? É uma pílula “milagrosa”? Funcionará mais rápido do que os cuidados convencionais? É um segredo que seu médico e as empresas farmacêuticas não querem que você saiba? Tais alegações devem levantar bandeiras vermelhas. Se algo é bom demais para ser verdade, provavelmente não é.
  • Lembre-se de que “histórias da vida real” não são provas científicas. Muitos produtos são promovidos sem qualquer tipo de comprovação científica. Mesmo se a afirmação vier de um fornecedor, não há provas de que outras pessoas obterão os mesmos resultados.
  • Antes de experimentar um produto, converse com o seu Médico e o seu Fitoterapeuta. Peça a opinião deles. O produto é seguro? Quais são as chances de que isso funcione? Quais são os seus riscos? Ele irá interagir com outros medicamentos? Isso interferirá no seu tratamento atual?
  • Compre apenas empresas que possuem certificação no rótulo. Todos os remédios fitoterápicos precisam ser aprovados pela ANVISA e ter um responsável técnico. As empresas com essas certificações concordam em testar a pureza e a qualidade de seus produtos.
  • NÃO utilize fitoterápicos em crianças ou pessoas com mais de 65 anos de idade sem antes conversar com o seu Médico.
  • NÃO utilize fitoterápicos sem falar com seu Médico se estiver tomando qualquer outro tipo de medicamento.
  • NÃO os use se estiver grávida ou amamentando sem antes consultar o seu Médico e Fitoterapeuta.
  • Sempre informe ao seu Médico quais remédios à base de plantas está tomando. Eles podem afetar os medicamentos que você toma, bem como qualquer tratamento que você recebe.

Quer aprender mais sobre o poder das Plantas Medicinais? Clique no link abaixo e conheça o nosso Curso de Formação em Fitoterapia e Plantas Medicinais!

FORMAÇÃO COMPLETA

Curso de Fitoterapia e Plantas Medicinais com Certificado Profissional Reconhecido Pela ABRATH

Clique no botão verde acima para saber mais sobre a nossa Formação Completa em Fitoterapia e Plantas Medicinais